Já tenho um smartphone. So what?

Pronto: de repente tornei-me imensamente actual e contemporâneo. Já tenho um smartphone. Agora já posso tirar selfies, jogar Pokémon Go e estar sempre conectado, como toda a gente. Posso publicar as fotografias do meu almoço no facebook instantaneamente, de maneira a satisfazer a curiosidade que os meus duzentos e sessenta e sete amigos sentem de saber o que estou a fazer em cada momento da minha vida. Viva!

Na verdade, não sinto que a minha vida tenha mudado nem um bocadinho. Sim, agora tenho um smartphone, mas é apenas um pequeno computador que posso ter sempre comigo. Vou usá-lo tal como usei o telemóvel que este novo aparelho vem substituir, apenas com a possibilidade de aceder à internet de vez em quando, sempre que tiver necessidade disso e estiver afastado do meu computador (que vai ser sempre o meio preferencial de navegar na internet).

Na verdade, a proliferação de smartphones deixa-me um pouco preocupado. Sinto que, graças a eles e aos tarifários pós-pagos, a generalidade dos seus utilizadores prefere falar com quem está a comunicar via GSM a fazê-lo com a pessoa que está a seu lado, em carne e osso. Conheço gente que não tira os olhos do ecrã dos seus smartphones, mesmo quando está à mesa e ainda que acompanhada de outras pessoas.

Depois há aquelas coisas incompreensíveis como o Pokémon Go. É, simplesmente, estúpido demais. Há quem diga que é interessante porque faz as pessoas mexerem-se e promove o convívio, mas estão a mexer-se com fins absurdos e não promove convívio nenhum: as pessoas que se aglomeram na caça aos Pokémons não comunicam entre si porque estão com os olhos permanentemente cravados no ecrã dos seus smartphones.

Quanto à fotografia, é muito simples: nunca vou usar este smartphone para fotografar. O aparelho, que é um Asus (tal como o meu computador), tem uma câmara traseira de 5 MP e uma dianteira – a das selfies – de 0,3 MP. Daqui não pode resultar nada de bom, mas não quero saber: aliás, tenho a impressão que, no meu íntimo, escolhi este smartphone exactamente por não ter aptidões fotográficas. Para que quero fotografar com isto, se tenho uma Olympus OM-2?

Ah, claro: tenho uma câmara sempre à mão. Para quê? A minha fotografia não é espontânea e, de resto, a pretensa rapidez dos smartphones é uma mentira que alguns afanosamente cultivam. Na verdade, entre as pessoas que vejo a fotografar, as que mais demoram a tirar uma fotografia são as que têm smartphones. E, quanto à qualidade, estamos conversados…

Para ser justo, devo dizer que este smartphone, com o qual posso aceder à internet a partir de virtualmente qualquer lugar, é infinitamente mais evoluído que o telemóvel que vinha usando até hoje. E este último foi cerca de 50% mais caro. A maneira como a tecnologia evolui – concomitantemente com a redução dos preços – é simplesmente notável. Aliás, a capacidade de memória destes smartphones ultrapassa a de computadores recentes. Chamar a estes aparelhos «telemóveis» é completamente errado: eles são computadores miniaturizados. O computador que uso para escrever e publicar estes textos não tem um processador Quad Core, mas o meu smartphone tem. Impressionante!

Contudo, a minha abordagem às comunicações móveis não vai mudar substancialmente. Vou continuar a deixar o aparelho em casa quando partir para as minhas expedições fotográficas e não vou andar com ele colado ao ouvido a toda a hora. Também não vou aceder muito à internet: é muito mais confortável fazê-lo defronte a um ecrã de boas dimensões. E certamente não vou usá-lo para fotografar – embora esse uso seja mais aceitável, bem vistas as coisas, do que empregá-lo para jogar Pokémon Go.

M. V. M.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s