Edward Weston, legumes e como desbaratar o tempo livre com ideias estúpidas

Img - 030

Acontece-vos ter demasiado tempo livre e não saber o que fazer com ele? A mim acontece – poucas vezes, mas as suficientes para fazer, dizer ou simplesmente pensar coisas completamente disparatadas (o que também pode ser o resultado de demasiados anos a ver episódios dos Monty Python e a ler textos de Woody Allen). Anteontem, num desses momentos de ócio não preenchidos, a minha indigência mental foi de tal ordem que o mais produtivo que me deu para pensar foi imaginar que nome daria a um cão pitbull, se tivesse um; o único nome que me ocorreu foi «Saraiva».

Foi num destes momentos de ócio e nonsense que me apanhei, no fim-de-semana que passou, com um rolo que estava ansioso por acabar de expor. Nesse dia acordei com uma disposição particularmente sarcástica, a que acresceu uma falta evidente de inspiração. Quando abri o frigorífico, descobri um pimento. Quando se associam noções tão díspares como «fotografia» e «pimentos», o nome que vem à mente do entusiasta da fotografia cultivado é – evidentemente – o de Edward Weston, o pioneiro da legumografia.

Da conjugação dos três factores – o tempo livre, a propensão para o disparate e o espírito sarcástico – nasceu a ideia brilhante de fazer fotografias que fossem uma sátira às de Edward Weston. Claro que estou profundamente arrependido – especialmente por o meu pimento não ter as formas dos pimentos do México, mas também por ter-me permitido fazer zombarias de Edward Weston. O homem até não era nenhum santo e como tal não está acima da sátira, mas por algum motivo senti que estava a pisar o risco.

Edward Weston foi um dos grandes pioneiros da fotografia. O facto de ter fotografado legumes – além dos pimentos, há também uma folha de couve-flor e uma beringela – não lhe retira o seu lugar na história da fotografia, tal como ter fotografado uma sanita, uma arrastadeira ou um cortador de ovos cozidos não lhe rouba qualquer mérito. É que Weston quis explorar formas puras, abstraindo da função ou natureza dos objectos.

4792496161_f9cd9113f5_b
Fotografia de Edward Weston. A de cima é só uma patetice que me deu na telha fazer.

E fê-lo maravilhosamente bem. O espectador abstrai do objecto em si para se concentrar nas formas soberbamente descritas pela câmara 4×5 de Edward Weston. A Weston apenas importou a harmonia das formas, desligando estas das coisas que fotografou. Esta foi uma forma de ver os objectos que ninguém experimentara ainda: perceber a beleza das formas independentemente do que as coisas são ou significam: tudo o que conta é as linhas que lhes dão forma. A realidade dos objectos é completamente obliterada, tornando-os presa das significações que o espectador lhes quiser atribuir. Em duas das fotografias de pimentos de Edward Weston, o espectador é tentado a ver formas humanas: numa delas, quese se poderia dizer que são corpos humanos que se entrelaçam e fundem uns nos outros. Esta ilusão suprema foi tremendamente inovadora e inaugurou uma nova linguagem fotográfica.

Não foi apenas com esta busca de formas puras e abstractas que Edward Weston contribuiu para a evolução da fotografia. A despeito de hoje Ansel Adams ser considerado o maior paisagista de sempre, a sua fotografia de paisagens inspirou-se na de Edward Weston. Este foi o primeiro a ver o potencial dos jogos de luz, sombra e tonalidades em paisagens desérticas, tema que mais tarde Ansel Adams tomou e desenvolveu com a perfeição obsessiva por que hoje é reputado. Foi também um precursor na fotografia industrial e levou os nus a uma expressão que nunca fora atingida antes, usando recursos como a solarização para realçar as formas dos corpos.

Edward Weston é um dos fotógrafos mais importantes de sempre. É um daquels de que se pode dizer que, sem ele, a fotografia enquanto forma de expressão artística não teria evoluído como o fez.

E resolveu o M. V. M. fazer uma sátira a Edward Weston. Francamente – não há nada sagrado?

M. V. M.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s