O deus da fotografia

henri-cartier-bresson-mexico-1964-mans-shadow-girl-leaning

O meu espírito procrastinador levou a que só revisitasse a exposição de Henri Cartier-Bresson (e as outras que havia no Edifício AXA, aqui no Porto) no penúltimo dia. Eu já a tinha visitado anteriormente, mas foi, por coincidência, no dia da inauguração e não vi todas as fotografias expostas. Preferi deixar duas das quatro salas para uma ocasião mais calma, com menos alarido.

O resultado da minha procrastinação foi ter encontrado as salas praticamente desertas. Assim tive tempo de contemplar as fotografias expostas com toda a atenção que merecem – e merecem muita. Na primeira sala está Derrière la Gare de St. Lazare. É quase cliché associar HC-B a esta fotografia, mas há mais e melhores para ver.

Uma fotografia que me fascinou foi feita nos Estados Unidos e mostra um homem de chapéu olhando um gato – e o gato olhando o homem (como sabem, os gatos não baixam os olhos e são os mais temíveis adversários quando se joga ao sério). O que me agradou nesta fotografia foi o enquadramento e a perspectiva que ele oferece: como uso muitas vezes duas paredes paralelas verticais para enquadrar pessoas, fotografando na posição de retrato, senti que essas minhas fotografias, posto não valerem nada, são de alguma maneira legitimadas pela de HC-B.

Mais adiante estava esta fotografia:

henri_cartier_bresson-squares

O que torna esta imagem interessante não é a criançada: fotografias de crianças a brincar são relativamente fáceis de fazer e podem descambar na banalidade. É a vastidão da parede que serve de plano de fundo, com as janelas desalinhadas, que confere originalidade à imagem. E o homem gordo de chapéu providencia um contraste interessante com as crianças. Uma das lições de HC-B é que uma fotografia nunca deve valer apenas pelo motivo em si: ao espectador cabe procurar a razão por que determinada fotografia o intriga, em lugar de ver apenas a aparência, o imediato. Uma fotografia pouco valor tem se se limita a mostrar um motivo desligado de tudo o resto. Quando se olha a fotografia de HC-B e outros mestres, nunca nos devemos cingir ao seu significado imediato, aquele que salta imediatamente aos olhos. Há que interpretá-las e procurar a intenção do autor que está implícita na imagem.

A exposição tinha muitas das melhores fotografias de HC-B, mas não todas. Tal seria impossível. Contudo, parece-me que foram mostradas fotografias que bem poderiam ter sido substituídas por outras bem mais ilustrativas do génio de HC-B. Este, porém, foi o critério do organizador da exposição, não sendo de excluir que essas fotografias de maior valor não tivessem sido cedidas à organização. De qualquer modo, seria de mau gosto criticar a organização de uma exposição tão importante como esta.

tumblr_me480baV3E1qi112wo1_1280

Houve uma fotografia que me fez contemplá-la longamente e, depois, voltar a ela e fixá-la de novo. Foi feita em Srinagar, na Caxemira, e é uma das melhores fotografias que vi na minha vida. Se só esta tivesse sido exposta, teria valido a pena visitar essa hipotética exposição de uma fotografia só. É que esta fotografia é simplesmente soberba. Tudo nesta fotografia é grandioso: o cenário, a composição, a estética e o motivo. É uma fotografia maravilhosa pela espiritualidade que HC-B transmite com ela. A segunda mulher à esquerda parece elevar as mãos em oração, como se desse graças pela beleza que se mostra aos seus olhos. É uma fotografia que exprime o divino como nenhuma outra que conheço.

O que distingue um grande fotógrafo é a capacidade que as suas fotografias têm de permanecer na mente do espectador e desafiarem o seu intelecto. Saí desta exposição com a convicção reforçada de que Henri Cartier-Bresson foi o maior de sempre e de que acabara de ver algumas das fotografias mais espantosas de todos os tempos. É fácil nomear HC-B como o maior fotógrafo de sempre, mas contemplar as suas fotografias acaba, invariavelmente, por confirmar esta asserção. Se houvesse um deus da fotografia, seria ele.

M. V. M.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s