Balanço do ano, parte 3: A minha fotografia do ano

Bom, este ano vou ser solipsista e egocêntrico até mais não. Em lugar de escolher a melhor fotografia do ano – a qual seria, provavelmente, qualquer coisa feita por um fotógrafo da Magnum, ou uma de refugiados andrajosos da Síria feita por um fotojornalista da France Presse –, vou escolher a minha fotografia do ano. Quer dizer, a melhor fotografia que eu fiz este ano. A opção não é fácil – não por ter feito muitas fotografias boas, mas por ter de escolher uma dentre uma massa enorme de imagens. Pode até acontecer que me esteja a esquecer de algumas, porventura melhores que a seleccionada, por ter feito tantas (o que não quer dizer que todas sejam boas). Seja como for, já que me propus escolher a minha melhor fotografia do ano, uma delas terá de ser eleita. Por um júri de uma pessoa só, a qual é também autora da fotografia. Mais viciado que isto não pode haver.

Nesta escolha não me limito ao aspecto estético, nem à qualidade da imagem; além destes critérios, contam a oportunidade da fotografia e o seu interesse. Os aspectos técnicos ficaram de fora. Depois de ter feito uma análise retrospectiva das minhas fotografias, cheguei a duas que me deixaram seriamente indeciso; uma chama-se Em Obras e foi feita num sábado à tarde. Teve a particularidade de ter sido a única fotografia que fiz à chuva com a OM-2 (já havia feito duas com a E-P1, mas nenhuma delas incluía pessoas). Não gosto de fotografar à chuva – aliás, nem sequer gosto de sair de casa quando chove –, pelo que o resultado desta fotografia deixou-me surpreso. Gosto muito desta fotografia. De tal modo que encomendei uma ampliação à moda antiga, só para a ver num preto-e-branco puro.

A outra chama-se Salto 2. Um dos temas que me deu mais prazer fotografar este ano foi os saltos dos jovens da Ribeira para o rio Douro a partir do tabuleiro inferior da Ponte Luiz I. Mesmo aqui surgiram-me dúvidas, porque fiz outra fotografia, a que dei o nome Salto 6, que me deixou plenamente satisfeito, mas a primeira tem um excelente timing, com os dois miúdos a saltar numa sincronia quase perfeita, o que a torna, a meu ver, ligeiramente mais interessante. Esta fotografia foi feita com a E-P1 e a lente OM de 50mm, que me deu uma distância focal efectiva de apenas 100mm, mas preferi fotografar assim a usar o zoom 40-150. A despeito de inúmeras tentativas, nunca consegui convencer este zoom a focar o objecto que queria, pelo que desisti de o usar.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

No final, escolhi Salto 2 como a minha fotografia do ano. Fotografar aqueles saltos é um desafio enorme, requerendo muita paciência, atenção e sentido de oportunidade. Tê-la feito, e ter conseguido capturar aquele movimento síncrono dos miúdos, foi um triunfo: capturei aquilo a que Henri Cartier-Bresson chamou o momento decisivo – aquele momento único e irrepetível em que tudo se conjuga para resultar numa boa fotografia. Além, evidentemente, do seu significado: esta fotografia só podia ter sido feita na minha cidade. Uma cidade que fotografo intensamente, mas que é, sobretudo, aquela em que vivo e onde gosto de viver.

Claro que não espero que os meus leitores concordem unanimemente com esta escolha. Os gostos variam de pessoa para pessoa e muitos poderão ver pouco valor nesta fotografia, enquanto outros poderão entender que uma outra fotografia minha qualquer é porventura melhor. E todos estarão certos. Nem eu próprio vejo esta como a minha melhor fotografia. A minha melhor fotografia é, parafraseando Imogen Cunningham, a que vou fazer amanhã. Que é como quem diz para o ano.

Um texto publicado no último dia do ano não podia deixar de formular os votos da época. Aqui vão:

“A gerência do Número f/ deseja a todos os visitantes e seguidores um 2014 cheio de realizações pessoais e de felicidade.”

Bem hajam, e obrigado por me acompanharem!

M. V. M.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s