Blasé

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

O meu interlúdio digital foi um fracasso. No Domingo passado de manhã, quando estava a estrear um rolo Ilford FP4, encontrei um Jaguar E Coupé preto, um Sunbeam Tiger e um Jaguar F novo em folha. Ainda não foi o DS, mas fotografar um Jaguar E não é menos interessante. Afinal de contas, conta-se que o próprio Enzo Ferrari considerava este automóvel o mais belo do mundo. Hoje, porém, só me apareceu um Jaguar Mark 2. Muito bonito, sem dúvida, mas pouco interessante. Certamente menos que o Jaguar E.

Fotografei o Mark 2 como habitualmente, privilegiando os pormenores (como o felino cromado sobre o capot, evidentemente). Foi agradável, mas levava a E-P1, que me obriga a compor pelo ecrã e dificulta a focagem manual. Quando cheguei a casa e abri as imagens no DxO (versão 9), as altas luzes estavam de tal modo estouradas que destruíram informação em porções consideráveis das imagens.

Curiosamente, o DxO 9 (que experimentei numa versão de ensaio) é pior que a versão 8 na recuperação das altas luzes. O 8 faz um trabalho absolutamente esplêndido nas altas luzes: aplica-se compensação de exposição negativa e, para evitar que a imagem fique demasiado escurecida, usa-se o comando DxO Smart Lighting. Com este procedimento obtêm-se imagens bem iluminadas, sem excesso de altas luzes e, crucialmente, sem que as sombras se tornem demasiado carregadas. Com a versão 9 é virtualmente impossível recuperar completamente as altas luzes. De resto, este programa crashou de tal maneira que tive de reiniciar o computador. Desinstalei-o depois de verificar estes retrocessos, que aconteceram apesar de entretanto ter sido lançada a versão 9.0.1 (cujas vantagens não são evidentes).

Apesar de ser incontornável que os sensores de área reduzida saturam facilmente sob luz intensa, causando o clipping das altas luzes, e que são mais permeáveis ao ruído, a Olympus continua a insistir no 4/3. Já é teimosia. Ao que parece, a nova geração de sensores deste formato (fabricada pela Sony) é melhor do que a precedente, que equipa todas as Pen anteriores a 2012, mas não acredito que tenha o desempenho de um sensor full frame. A Olympus – e a Panasonic, já agora – deviam reservar os sensores 4/3 para compactas topo de gama e lançar modelos equipados com sensores full frame. Sei que isto implicaria um investimento desmesurado em lentes, mas permitiria à Olympus recuperar a reputação de que gozava nos anos 70 e 80 à custa das OM. Ao contrário, lançam câmaras «profissionais» com um sensor completamente inadequado.

Uma manhã de fotografia foi o bastante para ficar com saudades da OM-2. Com esta câmara, e a menos que use rolos como o Ilford FP4 sem tomar nenhum cuidado com a iluminação, nunca tenho problemas de altas luzes a estourar. Nem o facto de os tempos de exposição irem apenas até 1/1000 obsta a que esta câmara tenha um desempenho brilhante na descrição das altas luzes. Claro que usar a OM sob luz intensa implica usar aberturas mais estreitas, mas quando uma câmara assegura o controlo da profundidade de campo de que esta é capaz, fotografar a f/11 deixa de ser um problema.

Estou completamente blasé. Para os que não liam esta palavra desde o 11.º ano de escolaridade, quando eram obrigados a ler Os Maias, este adjectivo significa, segundo o único dicionário de francês que tenho em casa – e logo um francês-francês –, degoûté de tout. É como me sinto com a fotografia digital. Completamente blasé. Se tivesse uma câmara digital com sensor full frame – e esta só poderia ser a Nikon Df –, seria capaz de pensar e de me sentir de maneira diferente. Tal como as coisas são, só me apetece desfazer-me da E-P1 e nunca mais voltar a fotografar digital.

M. V. M.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s