Novidades da indústria fotográfica: a Nikon Df

nikon-df_3

Ontem foi lançada a Nikon Df, a interpretação contemporânea das Nikon FM dos anos 70 em versão digital. Acompanhei este lançamento com a atenção possível, uma vez que, queira ou não, sou um potencial comprador: gosto das linhas das SLR clássicas e não quero abrir mão dos benefícios da fotografia digital, e de resto fotografar com a Olympus OM-2 e com a E-P1 mostrou-me que só um sensor full frame, como o da Nikon Df, pode apresentar resultados excelentes. Contudo, o lançamento da Df foi acompanhado de uma torrente de comentários negativos nos sites especializados.

Confesso que tenho um pouco de dificuldade em compreender as críticas a esta câmara. Eu não diria que é “bela”, mas parece-me ser muito interessante. É o tipo de câmara que eu compraria sem pensar muito – se acaso tivesse dinheiro suficiente para começar um sistema fotográfico a partir do nada. Algumas pessoas não gostam de DSLRs e querem algo mais elegante, que seja um pouco mais que um utensílio: a Nikon vende-lhes esta câmara e essas pessoas não gostam. Vá lá entender-se como funciona a mente dos tarados do equipamento…

É certo que a Nikon Df é uma câmara volumosa (pelo menos pelos padrões das SLR clássicas) e é cara, mas será assim tanto? Pensemos um pouco: esta câmara usa o mesmo sensor que a profissional D4. Quanto custa a D4? Outros reclamam por não ter vídeo. E depois? Querem vídeo? Comprem uma câmara de vídeo! Ao menos não terão as restrições de capacidade de armazenamento das DSLR. Que parte de fotografia pura – o slogan promocional da Nikon Df – será que estas pessoas acharam difícil de entender? Esta câmara é para amadores com um interesse sério que querem uma câmara elegante com todas as características e qualidade de imagem de uma DSLR profissional. Depois há os picuinhas. Ah, não sei quê, que o punho é muito pequeno, os comandos são desnecessariamente complicados e mais isto e aquilo e aqueloutro. Estas pessoas não percebem o ethos desta câmara. Limitam-se a inventar defeitos sem sequer terem experimentado a câmara. Lembram-me a fábula da raposa e das uvas.

gsmarena_002

O que é certo é que a Nikon Df tem um visor óptico maravilhosamente grande, o qual, sendo esta câmara uma full frame, será certamente muito claro e límpido. E é um visor que o mesmo que a lente, o que coloca a Df um degrau ou dois acima da Sony α7; é uma full frame, o que manda o APS-C e micro 4/3 para as urtigas nos aspectos essenciais do desempenho a altas sensibilidades, resolução e controlo da profundidade de campo. Além disto, é uma câmara simples (apesar da profusão de botões e comandos rotativos): evoca uma época em que os fotógrafos profissionais e os amadores sérios tinham de saber como se controlava uma câmara, e não existiam as funcionalidades supérfluas e idiotificantes das câmaras de hoje. A Nikon Df é uma proposta extremamente séria. A Nikon andou muito bem ao lançar esta câmara e recebe os meus parabéns pela sua audácia. É pena o preço, mas é mais que provável que este desça bem cedo. Se os críticos forem representativos do mercado, a Df poderá ser encontrada a preços de saldo dentro de apenas alguns meses. (E eu bem gostaria que isto acontecesse…)

Os únicos reparos que esta câmara me merece, além do preço, são o tamanho e o facto de a estética não ser coerente: apesar da linha evocativa das SLR clássicas, esta só é visível nos painéis frontal e superior. A parte traseira é igual à de uma DSLR. É como se tivessem cortado o painel posterior da Nikon D610 e o tivessem colado numa Nikon FM2. O certo, porém, é que esta configuração faz com que todos os comandos sejam acessíveis e faz com que a utilização da câmara seja intuitiva e funcional. Mas não deixa de ser verdade que quem comprar esta câmara fá-lo-á sobretudo pela sua estética.

M. V. M.

Anúncios

2 thoughts on “Novidades da indústria fotográfica: a Nikon Df”

  1. Caro M.V.M.:

    Partilho da mesma opinião em relação a esta câmara, todavia espero poder vê-la ao vivo para avaliar a respetiva estética. A partir da fotografias disponíveis não me parece (do meu ponto de vista pessoal, obviamente, porque este aspeto é muito subjetivo) que seja de facto bonita. Ainda bem que não se esqueceu do digital, apesar de ultimamente estar mais voltado para o convencional, e nos vai comentando as novidades que aparecem.
    Foi todavia apresentada em Outubro uma câmara que não mereceu qualquer comentário da sua parte – a Pentax K3. Apesar de ter um aspeto semelhante à generalidade das DSLR’s (com exceção daquela sobre a qual o seu texto versa) tem uma particularidade que a torna diferente e única até à data (pelo menos da informação que possuo). Refiro-me ao facto de não ter filtro AA mas permitir a sua simulação através de um sistema associado à estabilização no corpo que provoca movimentos de elevada frequência no sensor e elimina deste modo o chamado “moiré”. É o fotografo que ativa ou desativa esta função.

    Fica pois o meu singelo contributo.

    Nota: confessei anteriormente neste espaço ser un fanboy da Pentax, donde o comentário que lhe deixo não é de todo inocente…

    Cumprimentos

    PR

    1. Faz muito bem em ser fanboy da Pentax! É uma marca com que simpatizo. Quando comecei a interessar-me por câmaras sérias, a K-x estava na minha lista de possíveis aquisições. Só não a comprei por causa das lentes, porque as boas objectivas Pentax são caras.
      O problema é que, desde que comprei a OM, nunca mais pude sequer pensar em câmaras digitais com sensores mais pequenos que full-frame. Daí que também tenha ignorado uma data de Canons e Nikons que foram apareccendo (D5300, 70D, etc.). Mesmo quando escrevi sobre as micro 4/3 que entretanto apareceram, foi para criticar a opção por sensores pequenos.
      Abraço,
      M. V. M.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s