A insolvência da Kodak (e um acaso meio macabro)

kodak_tx4001Penso que todos estão a par das dificuldades da Kodak. Esta companhia, que em tempos foi a Eastman Kodak Company, criada pelo pioneiro do cinema George Eastman (a quem nós, cinéfilos que crescemos a ver projecções de películas no cinema, devemos muito), foi declarada insolvente. As suas patentes, que eram aos milhares, foram vendidas há muito; e a divisão de câmaras foi vendida no ano passado, juntamente com o direito ao uso da marca Kodak, a uma empresa denominada JK Imaging.

Agora foi aprovado, pelo tribunal norte-americano de insolvências, o plano de recuperação da Kodak. Aparentemente, e de acordo com o CEO da Kodak, a sua actividade vai resumir-se a «packaging, functional printing and professional services». (Seja qual for o sentido de packaging neste contexto, não augura nada de bom.) A cadeia de lojas Kodak e a divisão de imagem (Personal Imaging), por seu turno, vão ser vendidas ao fundo de pensões dos empregados britânicos da Kodak. É esta última questão que mais me interessa, por razões óbvias.

Espero que isto não signifique o fim dos rolos Kodak. Se hoje ainda é possível encontrar rolos com alguma abundância nas lojas de fotografia, isto só pode querer dizer que ainda há procura. Uma procura, evidentemente, muito menor do que há apenas dez anos atrás, antes de o digital tomar de assalto o mundo da fotografia, mas a verdade é que ainda há gente a comprar rolos. E vai continuar a haver, porque há muitos que estão fartos da ditadura do digital e procuram uma experiência mais corpórea e autêntica. Penso, embora não seja nenhum entendido em gestão de empresas nem analista de mercados, que seria um erro extinguir a produção de película Kodak, mas não sei se os administradores do fundo de pensões dos empregados britânicos da Kodak pensam da mesma maneira. O mais provável é que não, e que vendam o património ao desbarato e invistam o produto da venda em activos financeiros especulativos que deixarão os empregados sem pensões quando chegar a hora da reforma (eu cá, quando quero ser cínico, sou insuperável…)

A minha esperança é que apareça um investidor com visão e resgate os direitos de produção da película Kodak, bem como o direito ao uso da marca. Tenho, apesar de tudo, algumas razões para estar optimista quanto ao futuro dos filmes Kodak. Antes de mais, por estes terem uma excelente relação entre preço e qualidade e pelo valor de posição no mercado que a marca Kodak representa. Depois, porque a indústria da fotografia convencional ainda não parou, nem parece que, com a actual revivescência do formato, isso venha a acontecer tão cedo. A Ilford atravessou um processo de insolvência e continua a fazer aquelas que alguns dizem ser as melhores películas a preto-e-branco; a Ferrania, ultimamente reduzida à actividade industrial química, vai voltar a fazer filme. E há outras marcas – algumas que eu imaginava extintas, como a Agfa – que continuam a produzir filme. Não há nada que sugira que uma marca com o prestígio e a história da Kodak vai ver o seu potencial de mercado ser subestimado por contadores de botões de vistas estreitas – embora não estejamos livres de que isso aconteça.

Curiosamente, antes de ler esta notícia, fui entregar um rolo Ilford para revelar e trouxe um rolo por estrear. Um rolo que já tinha experimentado antes, mas com resultados inconclusivos. Que rolo foi esse que comprei hoje? Um Kodak. Mais concretamente um T-Max 100. Espero que não tenha sido o último rolo Kodak que carreguei na minha OM. Afinal de contas, ainda não foi desta que experimentei o Tri-X e quero ver aquilo de que o Ektar 100 é capaz.

Tivesse eu uns milhõezitos no banco: sei em que havia de os investir…

(Fonte: USA Today)

M. V. M.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s